Moxabustão2019-01-07T22:22:56+00:00

Project Description

Moxabustão

O frio rigoroso causa muitas doenças, as quais são convenientemente tratadas pela cauterização, queimando artemísia seca (moxa) (Imperador Amarelo)

A moxabustão 灸 (jiŭ) é uma técnica terapêutica milenar da Medicina Tradicional Chinesa , complementar a acupuntura e em chinês significa “longo tempo de aplicação de fogo”. Consiste na aplicação de calor em pontos de acupuntura para desobstruir bloqueios de energia e permitir que o Qi circule com fluidez pelos meridianos.

A moxa é geralmente produzida com as folhas da Artemísia (na China outras ervas também são utilizadas). As folhas frescas da erva são colhidas na primavera e expostas ao sol para secarem. Em seguida são trituradas e filtradas, para depois serem colocadas ao sol novamente. Um pó bem fininho, macio e claro resulta deste processo e é utilizado para o método direto de moxabustão, em que cones minúsculos deste pó de Artemísia são colocados diretamente sobre a pele da pessoa, ou são interpostos com sal, gengibre ou outras ervas que, junto com o calor, vão atuar nos pontos ao longo dos meridianos.​

Outra técnica de moxabustão muito eficiente é realizada com bastões de Artemísia, de aproximadamente 15 cm. Eles não tocam a pele e não soltam cinzas, o que evita queimaduras e machucados. O(a) médico(a) ou terapeuta, depois de acender o bastão, o mantém a uns dois centímetros do corpo do paciente e, através de diferentes modos de aplicação (circular, bicadinhas, vai-e-vem etc.) aquece e estimula determinados pontos do corpo.

Bastões de carvão inodoros e fontes físicas de calor como raios infravermelhos, laser, energia elétrica também são utilizados com bons resultados como termo-estimuladores em pontos acumpunturais. Há também pequenas caixas e suportes de madeira para que as pessoas possam aplicar sozinhas esta terapia.​

O calor da moxabustão é penetrante e eficaz contra as energias perversas do frio e da umidade, as quais penetram determinados órgãos e bloqueiam a circulação do Qi. Deve ser feita, prioritariamente, no inverno e é contra-indicada às mulheres grávidas, pessoas com febre alta, mulheres na menopausa, pessoas alcoolizadas, com feridas abertas ou traumas recentes.​

A prática da moxabustão pode, portanto, dispersar o frio e desbloquear as estagnações produzidas por ele, ativar a circulação do Qi e do sangue, resolver estagnações do sangue promovidas por traumas localizados, recuperar o Yang desgastado pelas atividades cotidianas, ajudar pacientes com pulso fraco e perda de consciência a se recuperarem a curto prazo, tonificar e nutrir o Qi e o sangue, aliviar dores, dispersar agentes patogênicos que estejam agredindo o corpo e prevenir diversas doenças.


REFERÊNCIAS

MACIOCIA, G. A prática da Medicina Chinesa: tratamentos de doenças com acupuntura e ervas chineas. São Paulo: Rocca, 1996. ​

NEIJING. Tratado sobre a verdade natural nos tempos.  Disponível em: http://chines-classico.blogspot.com.br/2007/07/o-tratado-interno.html

ZHEN, L. S. Pulse diagnosis. Massachusetts: Paradigma Publications, 1985.